Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/607
Tipo do documento: Dissertação
Título: IMPACTO DA DISPNEIA NA QUALIDADE DE VIDA DE OBESOS SUBMETIDOS À CIRURGIA BARIÁTRICA
Autor: Hernandez, Nathaly Marin
Primeiro orientador: Antoniazzi, Raquel Pippi
Primeiro coorientador: Moraes, Cristina Machado Bragança de
Primeiro membro da banca: Ferrazzo, Kivia Linhares
Segundo membro da banca: Branco, Jerônimo Costa
Resumo: A obesidade está associada a muitas comorbidades, especialmente as referentes à função pulmonar, como a dispneia. Com isso, muitos obesos procuram a cirurgia bariátrica (CB), a qual pode gerar resultados satisfatórios nas condições de saúde e na qualidade de vida (QV) dessa população. Porém, não foram encontrados estudos que avaliaram o efeito da dispneia na QV em obesos submetidos à CB. O objetivo deste estudo foi avaliar a ocorrência de dispneia e seu impacto na QV em obesos submetidos à CB. Este estudo longitudinal avaliou desfechos antes do procedimento e nos períodos de um mês e seis meses após a cirurgia. Os dados coletados de 104 participantes foram sociodemográficos, antropométricos, comorbidades, dispneia (Escala de Borg modificada e Escala de dispneia modificada), qualidade de vida relacionada à respiração (QVRR) (questionário AQ20-R), QV (questionário SF-36) e qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB) (questionário OHIP-14). O artigo 1 teve como objetivo determinar a prevalência de dispneia e os fatores associados em obesos que procuraram por CB, utilizando dados transversais do pré-operatório. Os resultados demonstraram que a prevalência de dispneia leve, moderada e severa foi de 43,3%, 35,6% e 4,8%, respectivamente. Após ajuste, obesos mórbidos com depressão apresentaram aproximadamente 3 e 4 vezes maior chance, respectivamente, da ocorrência de dispneia. O artigo 2, também transversal, objetivou avaliar o impacto da dispneia na QVRSB após ajuste para variáveis confundidoras. Os escores do OHIP-14 foram baixos em obesos. Na análise multivariada, os escores do OHIP-14 total foram 3,91 vezes maiores nos participantes com falta de ar. Todos os domínios foram associados à dispneia, com exceção das incapacidades física e psicológica. O artigo 3 explorou os dados longitudinais e determinou o efeito da CB na dispneia e o impacto desta na QV. A prevalência de dispneia foi de 40,4%, previamente à CB, apresentando uma significativa e gradativa redução após 1 mês (17,4%) e 6 (1,54%) meses da cirurgia (P<0,001). A QVRR também reduziu sistematicamente (P<0,001). Ocorreram diferenças estatisticamente significativas entre os indivíduos com e sem dispneia no AQ20-R e no SF-36, no pré-operatório (P=0,004) e após 1 mês (P=0,041) da CB. Depois do ajuste para covariáveis, as associações entre dispneia e QV permaneceram significativas. Pode-se concluir que a redução do peso corporal da CB proporcionou a redução na dispneia e que esta teve impacto negativo na QV geral, QVRR e QVRSB, mesmo após ajuste. Com isso, os resultados deste estudo reforçam a importância do tratamento da dispneia com políticas de redução de danos, concomitantemente com a redução do peso corporal e outras comorbidades em saúde, para melhorar a QV dos obesos submetidos à CB.
Abstract: Obesity is associated with many comorbidities, especially those related to pulmonary function, such as dyspnea. As a result, many obese individuals seek for bariatric surgery (BS), which can generate satisfactory results in the health conditions and quality of life (QoL) of this population. However, no studies evaluating dyspnea and its impact on QoL in obese individuals submitted to BS were found. The objective of the present study was to evaluate the occurrence of dyspnea and its impact on QOL in obese individuals submitted to BS. This longitudinal study evaluated SB outcomes before the procedure and in the periods of 1 month and 6 months after surgery. The data collected from 104 participants were sociodemographic, anthropometric, comorbidities, dyspnea (modified Borg scale and modified dyspnea scale), quality of life related to breathing (QOLRB) (AQ20-R questionnaire), QoL (SF-36 questionnaire), and oral health-related quality of life (QHRQoL) (OHIP-14 questionnaire). Article 1 aimed to determine the prevalence of dyspnea and associated factors in obese individuals who sought for BS, using preoperative cross-sectional data. The results showed that the prevalence of mild, moderate, and severe dyspnea was of 43.3%, 35.6%, and 4.8%, respectively. After adjustment, morbidly obese individuals suffering from depression presented approximately 3 and 4 times greater chance, respectively, of the occurrence of dyspnea. Article 2, also transversal, aimed to evaluate the impact of dyspnea on QOLROH after adjustment for confounding variables. OHIP-14 scores were low in obese individuals. In the multivariate analysis, total OHIP-14 scores were 3.91-fold higher in participants with shortness of breath. All domains were associated with dyspnea, with the exception of physical and psychological disabilities. Article 3 explored the longitudinal data and determined the effect of BS on dyspnea and its impact on QoL. The prevalence of dyspnea was of 40.4%, prior to BS, presenting a significant and gradual reduction after 1 month (17.4%) and 6 (1.54%) months of surgery (P<0.001). QOLRB also reduced systematically (P <0.001). There were statistically significant differences between the individuals with and without dyspnea on the AQ20-R and the SF-36, in the preoperative period (P = 0.004), and after 1 month (P = 0.041) on BS. After the adjustment for covariates, the associations between dyspnea and QoL remained significant. It can be concluded that the reduction of the body weight of BS provided a reduction in dyspnea and that it had a negative impact on the general QoL, QOLRB and QHRQoL, even after adjustment. Thus, the results of this study reinforce the importance of the treatment of dyspnea with harm reduction policies, concomitantly with the reduction of body weight and other comorbidities in health, to improve the QoL of obese individuals submitted to BS.
Palavras-chave: Gastroplastia; Cirurgia Bariátrica; Dispneia; Qualidade de vida; Obesidade; Saúde bucal.
Gastroplasty; Bariatric surgery; Dyspnea; Quality of life; Obesity; Oral health.
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde e da Vida
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Centro Universitário Franciscano
Sigla da instituição: UNIFRA
Departamento: Ciências da Saúde e da Vida
Programa: Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida
Citação: Hernandez, Nathaly Marin. IMPACTO DA DISPNEIA NA QUALIDADE DE VIDA DE OBESOS SUBMETIDOS À CIRURGIA BARIÁTRICA. 2018. 115f. Dissertação( Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida) - Centro Universitário Franciscano, Santa Maria - RS .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/607
Data de defesa: 19-Fev-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_NathalyMarinHernandez.pdf2,37 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons