Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/610
Tipo do documento: Dissertação
Título: EFEITO DO N-METIL-D-ASPARTATO (NMDA) EM CAMUNDONGOS SUBMETIDOS A MODELO DE EPILEPSIA POR PILOCARPINA
Autor: Müller, Pricila Tolio
Primeiro orientador: Boeck, Carina Rodrigues
Primeiro coorientador: Martins, Juliana Saibt
Primeiro membro da banca: Silva, Rosane Souza da
Segundo membro da banca: Schuch, Natielen Jacques
Resumo: A epilepsia é caracterizada por uma desordem cerebral com interrupções, recorrentes e imprevisíveis da função cerebral normal. O glutamato é o principal neurotransmissor excitatório no cérebro e está envolvido no mecanismo de status epilepticus - estado de mal epiléptico, convulsões espontâneas. O fármaco N-metil-D-aspartato (NMDA) é uma excitotoxina sintética que age como agonista específico do subtipo de receptor NMDA do glutamato. As estratégias de pré- e pós-condicionamento fornecem uma nova proposta de mecanismos moleculares responsáveis pela proteção neuronal endógena. Diante do exposto, neste trabalho avaliamos o efeito do NMDA em diferentes doses contra danos decorrentes do status epilepticus induzido por pilocarpina em modelo animal de epilepsia. Para tal, foram utilizados 210 camundongos machos adultos (60 dias, 30-40g) da linhagem albino Swiss que foram tratados pela via intraperitoneal com pilocarpina (100 mg/kg a cada 20 min até o máximo de 300 mg/kg) para a indução do status epilepticus. Todos os animais foram submetidos a tarefas comportamentais para avaliação motora (locomoção, equilíbrio, coordenação motora) e memória, seguidas de avaliação de viabilidade celular em 30 dias pós-pilocarpina. O modelo de epilepsia induzido por pilocarpina induziu morte de aproximadamente 40% dos animais em 24 horas. O tratamento com a menor doses de NMDA (18 mg/kg) aumentou o período de sobrevivência dos animais, mas não modificou o desfecho. As demais doses de NMDA também não tiveram efeito significativo no número total de mortes. O status epilepticus causou redução da atividade locomotora dos camundongos, efeito revertido pelo tratamento com NMDA 37 mg/kg. O grupo pilocarpina não demonstrou expressivo déficit cognitivo na aquisição da memória, mas sim na evocação. A avaliação tardia, aos 30 dias, da viabilidade celular indicou efeito danoso da pilocarpina no teste do MTT, com proteção significativa de NMDA 18 mg/kg. Conclui-se que o NMDA na dose de 18 mg/kg nos animais sobreviventes induziu neuroproteção. Os mecanismos celulares da tolerância induzida por NMDA permanecem desconhecidos, mas o presente estudo reforça a função dual do NMDA, pois a mesma dose que aumentou a taxa de mortalidade foi capaz de reduzir o dano celular.
Abstract: Epilepsy is characterized by a cerebral disorder with interruptions, recurrent and unpredictable of normal brain function. Glutamate is the major excitatory neurotransmitter in the brain and is involved in the mechanism of status epilepticus - a prolonged and self-sustaining seizure. The drug N-methyl-D-aspartate (NMDA) is a synthetic excitotoxin that acts as a specific agonist for the NMDA receptor subtype of glutamate. Pre- and post-conditioning strategies provide a proposal for molecular mechanisms responsible for endogenous neuronal protection. The aim of the study is evaluating the effect of NMDA in different doses against damage following status epilepticus induced by pilocarpine in animal model of epilepsy. For this purpose, 210 adult male mice (60 days, 30-40 g) Swiss albino were treated intraperitoneally with pilocarpine (100 mg/kg every 20 min up to a maximum of 300 mg/kg) evoking status epilepticus. All animals were exposed to behavioral tasks for motor evaluation (locomotion, balance, motor coordination) and memory, followed by evaluation of cellular viability at 30 days post-pilocarpine. The pilocarpine death in approximately 40% of the mice during 24 hours. Treatment with lower doses of NMDA (18 mg/kg) prolonged survival time without change the outcome. The other NMDA doses also had no significant effect on the number of deaths. The status epilepticus caused reduction of the locomotor activity of the mice, an effect reversed by treatment with NMDA 37 mg/kg. The pilocarpine group mice did not show expressive cognitive deficit during acquisition of memory, however reduced evocation. Cellular viability assessed 30 days after status epilepticus indicated damage by MTT test, but not by propidium iodide. Only the 18 mg/kg NMDA reduced damage. It is concluded that the dose 18 mg/kg NMDA induced neuroprotection in surviving animals. The cellular mechanisms of NMDA-induced tolerance remain unknown, but the present study reinforces the dual NMDA effect, since the same dose that increased the mortality rate was able to reduce cellular damage.
Palavras-chave: neuroproteção; NMDA; status epilepticus
neuroprotection; NMDA; status epilepticus
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde e da Vida
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Franciscana
Sigla da instituição: UFN
Departamento: Ciências da Saúde e da Vida
Programa: Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida
Citação: Müller, Pricila Tolio. EFEITO DO N-METIL-D-ASPARTATO (NMDA) EM CAMUNDONGOS SUBMETIDOS A MODELO DE EPILEPSIA POR PILOCARPINA. 2018. 66f. Dissertação( Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida) - Universidade Franciscana, Santa Maria - RS .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/610
Data de defesa: 20-Abr-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_PricilaTolioMuller.pdf1,54 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons