Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/709
Tipo do documento: Dissertação
Título: RELAÇÃO ENTRE RESISTÊNCIA À INSULINA E ESTRESSE OXIDATIVO EM IDOSAS PARTICIPANTES DE GRUPOS DE CONVIVÊNCIA DA CIDADE DE SANTA MARIA/RS.
Autor: Queiroz, Jeferson Lopes
Primeiro orientador: Schuch, Natielen Jacques
Primeiro membro da banca: Crema, Leonardo Machado
Segundo membro da banca: Moraes, Cristina Machado Bragança de
Resumo: Introdução: Nas últimas décadas, as mudanças nos padrões comportamentais, sociais e econômicos da população brasileira, refletiram no aumento da expectativa de vida. Indivíduos portadores de comorbidades como obesidade e diabetes melittus tipo 2, são suscetíveis a diversas alterações metabólicas, como por exemplo: aterosclerose, hipertensão arterial, dislipidemia, resistência à insulina, entre outras, eventos dos quais podem ser associados ao estresse oxidativo e consequentemente aumentar o risco de acidente cardiovascular Objetivo: Investigar a relação da resistência à insulina e os marcadores de estresse oxidativo em idosas participantes de grupos de convivência da cidade de Santa Maria/RS. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, com uma amostra de 105 mulheres idosas. Foram coletadas amostras sanguíneas para as dosagens laboratoriais dos marcadores de estresse oxidativo e análises bioquímicas para determinação do perfil lipídico: colesterol e suas frações, triglicerídeos, glicemia e insulina de jejum. As participantes foram submetidas a avaliação antropométrica (peso, altura, circunferência abdominal e circunferência da cintura) e verificação da pressão arterial. A detecção da resistência à insulina foi determinada pela utilização das fórmulas matemáticas de HOMA β, HOMA – IR e QUICKI. A atividade do estresse oxidativo foi avaliado através da dosagem das enzimas catalase, NPSH e substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS). Resultados: Foram encontradas associações positivas entre o HOMA-IR e QUICKI com os parâmetros metabólicos associados à obesidade. Também foi encontrada a associação positiva entre as concentrações séricas de NPSH e o HOMA β, onde as idosas com menor sensibilidade à insulina, apresentaram níveis maiores dos marcadores de NPSH. Nos demais marcadores do estresse oxidativo, atividade da CAT e TBARS, não foi encontrada diferenças significativas nas idosas com resistência à insulina. Conclusão: Foram encontradas associações entre resistência à insulina e parâmetros metabólicos associados a obesidade, e a relação positiva entre os 7 níveis de NPSH e sensibilidade à insulina através do HOMA β, indicando que quanto menor a sensibilidade à insulina, maior será a presença de espécies reativas de oxigênio. Nos marcadores da atividade da catalase e nos níveis de peroxidação lipídica não encontramos diferenças significativas entre os grupos da amostra. Desta forma especula-se que idosas resistentes à insulina, possuem uma produção de espécies reativas de oxigênio mais elevada e consequentemente, estão mais expostas aos riscos de desenvolvimento de Diabetes Mellitus e Doenças Cardiovasculares.
Abstract: Introduction: In recent decades, changes in the behavioral, social and economic patterns of the Brazilian population have reflected in the increase in life expectancy. Individuals with comorbidities such as obesity and type 2 diabetes melittus are susceptible to several metabolic changes, such as: atherosclerosis, arterial hypertension, dyslipidemia, insulin resistance, oxidative stress between Others, increasing the risk of cardiovascular accident. Objective: To investigate the relation of insulin resistance and the markers of oxidative stress in elderly participants of coexistence groups of the city of Santa Maria/RS. Methodology: It is a transversal study, with a sample of 105 elderly women. Blood samples were collected for the laboratory dosages of oxidative stress markers and biochemical analyses. The participants had a anthropometric evaluation (weight, height, abdominal circumference) and blood pressure verification. The detection of insulin resistance was determined by the use of the mathematical methods of HOMA β, HOMA – IR and Quicki and the activity of oxidative stress was evaluated by dosage of the enzymes, NPSH and reactive substances to acid Thiobarbituric (TBARS). Results: Positive associations were found between the HOMA-IR and Quicki with the metabolic parameters associated with obesity. The positive association between NPSH levels and HOMA β was also found, where older women with lower insulin sensitivity showed higher levels of NPSH markers, indicating the need for greater action of the antioxidant defense system in Reactive oxygen species combat, thus avoiding oxidative stress. In the other markers of oxidative stress, activity of CAT and TBARS, no significant differences were found in the elderly with insulin resistance. Conclusion: Associations were found between insulin resistance and metabolic parameters associated with obesity, and the positive relationship between the levels of NPSH and insulin sensitivity through the HOMA β, indicating that the lower the sensitivity to insulin, the greater It will be the presence of reactive oxygen species. In the markings of 9 the activity of the lipid and in the levels of peroxidation, we do not find significant differences between the sample groups
Palavras-chave: Hiperinsulinemia; Espécies Reativas de Oxigênio; Envelhecimento;
Hyperinsulinemia; reactive oxygen species; Aging;
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde e da Vida
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Franciscana
Sigla da instituição: UFN
Departamento: Ciências da Saúde e da Vida
Programa: Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida
Citação: Queiroz, Jeferson Lopes. RELAÇÃO ENTRE RESISTÊNCIA À INSULINA E ESTRESSE OXIDATIVO EM IDOSAS PARTICIPANTES DE GRUPOS DE CONVIVÊNCIA DA CIDADE DE SANTA MARIA/RS.. 2018. 100f. Dissertação( Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida) - Universidade Franciscana, Santa Maria - RS .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/709
Data de defesa: 6-Ago-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_JefersonLopesQueiroz.pdfDissertação2,18 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons