Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/710
Tipo do documento: Dissertação
Título: CARACTERIZAÇÃO DOS EXTRATOS AQUOSO E HIDROALCÓOLICO DE Vassobia breviflora (Sendtn.) Hunz. (SOLANACEAE) E ATIVIDADE CITOTÓXICA FRENTE À LINHAGEM CELULAR MCF-7
Autor: Marzari, Jarbas
Primeiro orientador: Krause, Luciana Maria Fontanari
Primeiro coorientador: Araújo, Maria do Carmo dos Santos
Primeiro membro da banca: Schuch, André Passaglia
Segundo membro da banca: Bento, Letícia Westphalen
Resumo: O câncer representa uma das principais causas de morbimortalidades no mundo, permanecendo atrás apenas das doenças cardiovasculares. Trata-se de um processo, em que a célula normal é modificada por mutação genética do DNA celular, crescendo e proliferando-se incessantemente. Dentre os diversos tipos, o câncer de mama é considerado a segunda neoplasia mais frequente no mundo e a mais comum entre as mulheres em incidência, prevalência e mortalidade. Na linhagem de câncer de mama, conhecida como MCF-7, as células expressam receptores de estrógeno consideravelmente. Devido à resistência elevada aos fármacos e aos tratamentos convencionais, bem como a alta capacidade de metástase das células cancerígenas, a pesquisa por terapias alternativas, as quais buscam diferentes alvos de tratamento e que tenham como princípio ativo produtos naturais, tem sido bastante incentivada. O presente trabalho objetivou avaliar o efeito citotóxico da Vassobia breviflora (V. breviflora) em linhagem celular de câncer de mama, MCF-7. V. breviflora é uma planta nativa da América do Sul e tem grande ocorrência no Brasil, de modo especial, na região Sul. Um de seus compostos ativos majoritários é a Vitaferina A (VA). A linhagem MCF-7 foi tratada, in vitro, com o extrato aquoso e hidroalcóolico de V. breviflora, bem como 17 β-estradiol, Tamoxifeno, Doxorrubicina, como controles e tratamentos associados. A viabilidade celular foi determinada pelo método de análise colorimétrica por meio do ensaio 3-(4,5) dimetiltialzolil -2,5 difeniltetrazólio (MTT). Além disso, avaliou-se a atividade antioxidante dos extratos pelos métodos de dosagem de fenóis, DPPH e ABTS. Os resultados mostraram atividades citotóxicas significativas de ambos os extratos (aquoso e hidroalcóolico), bem como do composto ativo VA, mesmo em pequenas concentrações, em 24 e 48 horas. A atividade antioxidante do extrato hidroalcóolico foi substancialmente superior à do aquoso. Os tratamentos em associação demonstraram, da mesma forma que os isolados, atividade citotóxica significativa na linhagem celular tumoral MCF-7. Os extratos de Vassobia breviflora e seus constituintes ativos, em especial a VA, apresentam potencial citotóxico para a linhagem de câncer de mama, MCF-7.
Abstract: Cancer represents one of the main causes of morbidity and mortality in the world, remaining behind only cardiovascular diseases. It is a process in which the normal cell is modified by genetic mutation of cellular DNA, growing and proliferating incessantly. Among the several types, breast cancer is considered the second most frequent neoplasm in the world and the most common among women in incidence, prevalence and mortality. In the breast cancer line, known as MCF-7, the cells express estrogen receptors considerably. Due to the high resistance to drugs and conventional treatments, as well as the high metastasis capacity of cancer cells, the search for alternative therapies, which seek different treatment targets and which have as active compounds natural products, has been greatly encouraged. The present work aimed to evaluate the cytotoxic effect of Vassobia breviflora (V. breviflora) on MCF-7 breast cancer cell line. V. breviflora is a plant native to South America and has great occurrence in Brazil, especially in the South. One of its major active compounds is Vitaferin A (VA). The MCF-7 line was treated in vitro with the aqueous and hydroalcoholic extract of V. breviflora, as well as 17β-estradiol, Tamoxifen, Doxorubicin, as controls and associated treatments. Cell viability was determined by the colorimetric analysis method by means of the 3- (4, 5) dimethyltialzolyl-2,5-diphenyltetrazolium (MTT) assay. In addition, the antioxidant activity of the extracts was evaluated by the phenol, DPPH and ABTS dosing methods. The results showed significant cytotoxic activities of both extracts (aqueous and hydroalcoholic) as well as the active compound VA, even in small concentrations, in 24 and 48 hours. The antioxidant activity of the hydroalcoholic extract was substantially higher than that of the aqueous. Associated treatments demonstrated, in the same way as the isolates, significant cytotoxic activity in the MCF-7 tumor cell line. Extracts of Vassobia breviflora and its active constituents, especially VA, present a cytotoxic potential for the breast cancer cell line, MCF-7.
Palavras-chave: Antitumoral. MCF-7. Vitaferina A.
Antitumoral. MCF-7. Withaferin A.
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde e da Vida
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Franciscana
Sigla da instituição: UFN
Departamento: Ciências da Saúde e da Vida
Programa: Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida
Citação: Marzari, Jarbas. CARACTERIZAÇÃO DOS EXTRATOS AQUOSO E HIDROALCÓOLICO DE Vassobia breviflora (Sendtn.) Hunz. (SOLANACEAE) E ATIVIDADE CITOTÓXICA FRENTE À LINHAGEM CELULAR MCF-7. 2016. 66f. Dissertação( Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida) - Universidade Franciscana, Santa Maria - RS .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/710
Data de defesa: 2-Ago-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências da Saúde e da Vida

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_JarbasMarzari.pdfDissertação1,56 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons